google.com, pub-2942428232633296, DIRECT, f08c47fec0942fa0 Vermicompostagem Doméstica
Quinta das Ginjas
Blog da Quinta

Na Quinta estão hoje....

The Weather Forecast....

  • Quinta das Ginjas

Vermicompostagem Doméstica


Como já vimos, a Compostagem é um processo natural de decomposição da matéria orgânica efectuada por milhões de microorganismos e que o seu produto final é um riquíssimo substrato fertilizante para os seus vasos, pequena horta e mesmo para as grandes produções agrícolas.

Dependendo da natureza da matéria a decompor, o processo de compostagem pode demorar algumas semanas. Nesta equação também entram factores como a ventilação, a temperatura, a humidade... Contudo existe uma forma de acelerar o processo, igualmente orgânico e inteiramente natural. Recorrendo a um dos maiores aliados na Natureza neste sector: as minhocas - a Vermicompostagem.


As minhocas aceleram decisivamente o processo de compostagem e não necessitam de grandes cuidados. A Vermicompostagem tem escala industrial (foto abaixo à esq.) em muitos países na produção de húmus para o sector agrícola mas também está a adquirir um papel cada vez mais importante ao nível doméstico (foto abaixo à dta.).

A Vermicompostagem Doméstica

Para iniciar o processo, precisará de conhecer algumas regras básicas e muito simples:

1. O Recipiente

O recipiente a usar deverá ser escuro (as minhocas não gostam de luz), e ser de tamanho adequado ao volume que produz de residuos domésticos biodegradáveis. Num post futuro daremos algumas receitas para que este processo de construção seja o mais barato e acessível possível. Para já digo que poderá usar uma caixa plástica opaca e escura com tampa na qual fará furações para ventilação. Poderá colocá-lo em qualquer lugar já que não liberta qualquer cheiro!

2. A Regra Azoto - Carbono

Regra geral, todos os resíduos provenientes da cozinha poderão ser colocados no compostor contudo haverá alguns que deverá evitar a todo o custo (ossos, espinhas, carne, peixe, citrinos, leite e derivados).

Os resíduos são classificados em Verdes e Castanhos de acordo com a sua composição em Azoto ou Carbono. Para que a decomposição se faça da melhor forma, será importante manter equilibrada a proporção de elementos verdes e castanhos. Opcionalmente, se tiver oportunidade de triturar ou cortar os resíduos tornando-os mais pequenos, o processo de decomposição será obviamente mais rápido.

3. A Humidade

A água é uma variável determinante em todo o processo. A sua escassez ou abundância afetará negativamente os microorganismos e as nossas minhocas. O teor de humidade deverá ser idêntico aquele que obtém quando espreme uma esponja e que dela só saiem uma ou duas gotas.

4. A Temperatura

O processo de compostagem liberta temperatura (exotérmico) e também só se produz dentro de determinados limites térmicos. As nossas minhocas, dependendo da espécie, laboram mais efectivamente entre os 18 e os 21ºC (no caso da Minhoca Vermelha Californiana).

Como vê o processo é simples e de fácil execução. Na web encontrará muitas soluções DIY para fazer um compostor doméstico. Num dos nossos próximos posts, iremos mostrar como fizemos o nosso e deixar algumas soluções de custo reduzido.

#Compostagem #Minhocas

0 visualização

Copyright @ 2012-2020 Quinta das Ginjas - Reservados todos os Direitos

MARCA NACIONAL Nº 494371 (INPI)

quintadasginjas@gmail.com | +351 966078170 | Alcobaça - Portugal